# 49

Recebi este bilhete, que me deixou perplexo:

"Pedir ao doutor que me passe um medicamento para evitar a ressonância, que tenho alturas que me afeta muito. Se não for possível, uma almofada, mas que resulte. Ou então, em último caso, uns tampões para a mulher pôr nos ouvidos durante a noite porque não consegue dormir ao meu lado. Os tampões têm que ser adequados para tal fim."

O autor do bilhete não estava presente. Soube, pela filha, que estava a passar uns tempos no Alentejo.


Confesso que fiquei sem saber o que fazer.


Como se sabe, medicamentos para evitar a ressonância, não existem.


Quanto a almofadas que resultem, também estamos conversados.


No que respeita a almofadas, o Simposium Terapêutico é um deserto. Dezenas de antibióticos, muitos cremes e pomadas, drogas para quase todas as maleitas - mas nada de almofadas.


Restavam os tampões.


Adequados para tal fim, claro.


O doente sugeria que eles fossem introduzidos nos ouvidos da mulher, de modo a ela não ouvir a ressonância.


Mas havia outra hipótese: introduzir os tampões nas narinas do ressonador e tapar-lhe a boquinha com a almofada.


Resultaria?...

publicado por artur às 19:26 | link do post | comentar